A vocação é um chamado de Deus. Podemos vivê-la de vários modos. Um deles é na Vida Religiosa Rogacionista. Para essa opção de vida é necessária a vivência de três dimensões da animação e formação Rogacionista: o carisma do Rogate, o conhecimento de Santo Aníbal Maria Di Francia e o aprofundamento da Vida Rogacionista.


Perfil do Vocacionado Rogacionista


Dispor-se ao seguimento, empenhar-se na oração, nos estudos e nos trabalhos nas áreas da educação, comunicação, promoção humana e apostolado eclesial. Além de muita vontade de servir ao Senhor da Messe.
Para ser religioso Rogacionista o jovem é convidado a viver no mundo com as atitudes do Cristo pobre, casto e obediente, que se compadece vendo as multidões cansadas e abandonadas.

Também é importante o conhecimento de Santo Aníbal, a abertura para edificar a vida sob a espiritualidade rogacionista, sendo um bom operário na messe. Para isso, o jovem, em nossos seminários e casas de formação, cultiva um amor à Eucaristia, à Virgem Maria, aos santos padroeiros da congregação.

Acompanhamento vocacional e etapas formativas


Para ser acompanhado na Congregação Rogacionista o jovem deve entrar em contato com o animador vocacional mais próximo da sua localidade e expressar seu desejo de conhecer os Rogacionistas. Dependendo de sua idade, ingressará em uma das etapas formativas, após um acompanhamento vocacional mínimo de seis meses:

 

1. Aspirantado (Seminário Menor, durante o Ensino Médio; Propedêutico, com duração mínima de um ano; e os dois primeiros anos do Curso Filosófico);
2. Postulantado (durante o último ano do Curso Filosófico);
3. Noviciado (duração mínima de um ano);
4. Juniorato (Estágio, com duração mínima de um ano; e Curso Teológico de quatro anos).

 

 





Promovendo o Rogate


Imagens de propagação de Santo Aníbal Maria estão disponível nos dowloads do Setor Vocacional. Compartilhe!